A nossa história

Há mais de 90 anos que transformamos projectos em estradas, pontes, viadutos, ferrovias, ETARs, hospitais, escolas, edifícios de escritórios, edifícios de habitação... em Portugal, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Venezuela, Macau, Brasil…. Há mais de 90 anos que construímos o seu mundo.

Soares da Costa. Construímos o seu Mundo

A Soares da Costa Construção, SGPS, SA, de um ponto de vista formal, nasceu em 30 de Dezembro de 2002, tendo sido criada mediante o apport pelo seu (então) accionista único – o Grupo Soares da Costa SGPS, SA (actualmente SDC Investimentos, SGPS, SA) – do portefólio de participações sociais da área de negócios da construção.

Todavia, remontam a 1918 as origens do que é hoje a Soares da Costa. De pequena empresa, com 10 operários dedicada essencialmente à execução de acabamentos de alta qualidade, a uma das maiores empresas portuguesas no sector de construção, com presença global. No decorrer da sua já longa existência, a empresa atravessou várias fases de crescimento, acompanhando sempre os sinais dos tempos:

  • Em 1944, converte-se numa sociedade por quotas, com 8 milhões de Escudos de capital;

  • Em 1968, e já com actividade em toda a região norte de Portugal, transforma-se em sociedade anónima com um capital de 9 milhões de Escudos, ainda detido inteiramente pelos herdeiros do fundador;

  • No período que se seguiu à Revolução de 1974, e reagindo com inovação à crise que então se instalou no mercado, a Sociedade encontrou na construção, utilizando tecnologia de "cofragem túnel”, a porta para a continuação do seu crescimento. Em 1977, já com mais de 4.000 trabalhadores, a sede social é transferida para um novo edifício na Avenida da Boavista;
  • No início da década de 80 do século passado, inicia a sua expansão internacional, sendo a Venezuela e a Guiné-Bissau os países eleitos como pioneiros. O seu capital social passa a ser de 180 milhões de Escudos;
  • É também na mesma década que, aproveitando a explosão de crescimento das infra-estruturas do país que a adesão à Comunidade Europeia anunciava, a actividade da Sociedade sai da quase exclusividade dos edifícios e se alarga à construção de infra-estruturas;
  • Em 1988, e após uma mudança accionista interna que, sem ainda perder o carácter familiar, levou a empresa a um período de maior exposição ao mercado financeiro, procede-se a um novo aumento de capital, para 5.250.000 mil Escudos;

  • Durante as décadas de 80 e 90, a actividade internacional da Sociedade diversifica-se e o volume de exportações cresce. A presença em mercados tão distantes entre si como Iraque, Macau, Egipto, Guiana, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde e Alemanha são exemplos da clarividência na busca de oportunidades e da capacidade para as aproveitar;

  • A entrada da Sociedade no mercado dos Estados Unidos deu-se em 1994, com a constituição da SDC Contractor Inc.;
  • Em 2002 dá-se uma nova reestruturação que conduziu à formalização do grupo económico. A Sociedade de Construções Soares da Costa, SA, converte-se numa sociedade gestora de participações sociais, a Grupo Soares da Costa, SGPS, SA, com o capital social de 160 milhões de Euros, que por sua vez detém inteiramente o capital social de quatro outras sociedades gestoras de participações sociais, cada uma delas encabeçando as participações do respectivo segmento de negócios. À Soares da Costa Construção, SGPS, SA, cabe-lhe a missão de gerir todo o negócio da construção, sendo constituída com o capital social nominal de 90 milhões de Euros;


  • O período compreendido entre o final do ano de 2006 e o início de 2007 é outro marco histórico para a empresa, com a obtenção por parte do Grupo Investifino - Investimentos e Participações, SA do controlo do Grupo Soares da Costa. O carácter familiar que, até então, estava intimamente ligado à gestão (e, sobretudo, à imagem da empresa) desaparece, dando origem a uma nova filosofia de gestão, mais profissionalizada e moderna.
É longa e complexa a história da Soares da Costa no mercado da construção, mas nas suas várias fases sempre procurou e soube encontrar espaço para a modernização e crescimento. Desta forma, a Soares da Costa Construção, SGPS, SA tem a responsabilidade de honrar com a sua actividade os pergaminhos de que é depositária, vendo no seu passado o exemplo mas sabendo sempre encontrar no presente o caminho de crescimento que lhe confirme o futuro.

A Soares da Costa tem evidenciado um grande crescimento e dinâmica desde que nasceu formalmente. Em 2008, procedeu às aquisições da Contacto em Portugal e da Prince, no estado da Florida, Estados Unidos, para além da integração da Clear. 

No decurso do ano de 2011 foi ainda incorporada, por fusão, a Soares da Costa Indústria, SGPS, SA. Nesse mesmo ano, tendo em conta as substanciais alterações do contexto macroeconómico, a escassez de financiamento e a forte contracção do mercado de construção doméstico, a gestão da Soares da Costa procedeu ao ajustamento do seu anterior plano estratégico.

Esta actualização direccionou as actuais linhas de orientação estratégica para a diversificação geográfica da actividade, para a área de negócios da construção e para a sustentabilidade financeira das operações. 

Importa, ainda, dar o devido relevo à operação já realizada em 2014, de aumento de capital no valor de 70 milhões de Euros ocorrido a 12 de Fevereiro, integralmente subscrito e realizado em dinheiro pela entrada de um novo investidor, GAM Holdings, e que lhe confere a titularidade de 66,7% no capital da Soares da Costa Construção, SGPS, SA. Esta operação marca uma nova etapa na vida da empresa que se espera advenha refortalecida e ambiciosa.


voltar